Cookies on the PokerWorks Website

We use cookies to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue without changing your settings, we'll assume that you are happy to receive all cookies on the PokerWorks website. However, if you would like to, you can change your cookie settings at any time.

Continue using cookies

Notícias | WSOP

Preparativos e Análise doa Finalistas do Main Event das WSOP 2009

Compartilhe

Depois de um verão emocionante nos EUA, a longa espera de vários meses de jogadores e fãs para ver quem será o grande campeão do ME de 2009 está chegando ao fim. Os nove jogadores da mesa final já garantiram US$1,25 milhão cada, quando pararam de jogar no dia 15 de julho, e concorrem ainda aos US$8,5 milhões do primeiro prêmio. O dia 7 de novembro está próximo e o Rio, Harrah's e a ESPN concentram-se nos preparativos finais desse grande evento.


Assim como em 2008, a mesa final será disputada meses após sua formação - como em 2008, no Penn & Teller Theater no Rio All-Suite Hotel e Casino. Porém, há uma diferença neste ano. A partir do meio-dia de 7 de setembro (sábado), os nove jogadores darão início à mesa final e o evento será interrompido quando restarem apenas dois jogadores. Esses dois jogadores terão até segunda-feira, 9 de novembro, para descansar e cumprir seus compromissos com a mídia antes do heads-up, que será disputado à noite com transmissão do canal ESPN.


O dia 7 de novembro começará no fim do nível 33 - 120K/240K com ante de 30K, e 24 minutos depois um novo nível de 120 entrará em vigor. O chip count dos jogadores da mesa final é o seguinte:


Posição 1

Darvin Moon 

58,930,000

Posição 2

James Akenhead 

 6,800,000

Posição 3

Phil Ivey

9,765,000

Posição 4

Kevin Schaffel 

12,390,000

Posição 5

Steven Begleiter

29,885,000

Posição 6

Eric Buchman

34,800,000

Posição 7

Joe Cada

13,215,000

Posição 8

Antoine Saout

9,500,000

Posição 9

Jeff Shulman 

19,580,000


E a premiação é a seguinte:


1º lugar: US$ 8.546.435

2º lugar: US$ 5.182.601

3º lugar: US$ 3.479.485

4º lugar: US$ 2.502.787

5º lugar: US$ 1.953.395

6º lugar: US$ 1.587.133

7º lugar: US$ 1.404.002

8º lugar: US$ 1.300.228

9º lugar: US$ 1.263.602


Toda a mídia, especializada ou não, deixou claro que Phil Ivey é o jogador mais notável da mesa e sua vitória teria um efeito positivo muito grande para o jogo. Isso foi muito conversado entre Norman Chad e Lon McEachern, comentaristas da ESPN, ao discutir os perfis dos jogadores integrantes dessa mesa final. Ivey á o favorito dos fãs e suas atitudes o fazem favorito para aqueles que acompanham o jogo, como ele se mantém calmo e cordial em todas as ocasiões. Mas quando Chad perguntou a Ivey se ele se acha melhor que algum outro jogador, Chad percebeu que o jogador possa ter um sexto sentido, talvez um sexto sentido e meio acerca do jogo dos seus oponentes. Phil não apenas sabe tudo do jogo, mas parece fazê-lo ainda melhor que qualquer outra pessoa.


O líder em fichas Darvin Lua não foi esquecido pelos comentaristas, que deram o devido crédito para a sua posição. Moon prefere sua vida simples em Maryland, longe dos holofotes - sem cartão de crédito, sem grandes gastos com o dinheiro ganho até agora e tendo voado de avião apenas uma vez, para as WSOP de 2009. Sua história é notável e atinge uma fração do efeito Moneymaker, mas McEachern salientou que a sorte esteve ao lado de Darwin em boa parte de suas mãos e que ele realmente é um fator desconhecido na mesa final. Chade acredita que Moon seja o pior jogador da mesa, porém se não for imprudente e impaciente, seu stack deve garantir a 4ª ou 3ª posição.


Jeff Shulman é outra entidade conhecida na mesa, devido às aulas técnicas que contratadas nos últimos meses. O trabalho de Phil Hellmuth com esse jogador vem sendo interessante, apesar de Shulman ser um dos jogadores mais experientes da mesa. McEachern reconheceu esse fato, especialmente ao aprender com seus próprios erros  na reta final do Main Event de 2000 contra Chris Ferguson.


Joe Cada é a grande história da mesa, pois é o jogador mais novo e uma vitória roubaria o título de Peter Eastegate de o vencedor mais jovem do ME das WSOP. Os comentaristas da ESPN não deram a ele muito crédito para vencer o evento, apesar de admitirem que o jogador sabe usar sua agressividade quando está em uma posição pegigosa ou quando é desafiado.


Eric Buchman é um dos jogadores mais experientes e foi uma surpresa quando McEachern disse que esse tem as melhores chances de vencer. É um dos favoritos devido a sua experiência, temperamento e seu stack nessa mesa final.


Kevin Schaffel não recebe muita atenção da mídia, mas Eachern admite que ele não é apenas mais um à mesa, e o fato de ser o jogador mais experiente da mesa é notável e destaca-se ainda mais devido a sua segunda colocação no WPT Legends of Poker desse ano. Porém, foi enfatizado que esse jogador apenas tem olhos para o golf, e seu carisma e atitude já fazem dele um vencedor, independente da posição entre os finalistas.


Steven Begleiter é outro jogador muito experiente, porém contou com a sorte em muitas situações chave nesse ME, que o conduziram e esse belo stack. Embora seja um fator desconhecido, nenhum dos apresentadores deu algum crédito para que ele vença o torneio.


Foi dado o devido crédito a James Akenhead por ser um jogador talentoso, Chade assinalou que sua agressividade seletiva poderia ajuda-lo a deixar de ser o menor em fichas na mesa para buscar uma melhor colocação.


E por último, Antoine Saout foi apelidado de Coringa. Chade corretamente observou que quase nada se sabe a respeito de Saout e que sua experiência é limitada - é a primeira experiência dele nos EUA. Porém, observou-se que ele possui um jogo inteligente e confortável, e por isso, tem alguma chance.


Em menos de duas semanas o mundo conhecerá quem será o grande vencedor do November 9!