Cookies on the PokerWorks Website

We use cookies to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue without changing your settings, we'll assume that you are happy to receive all cookies on the PokerWorks website. However, if you would like to, you can change your cookie settings at any time.

Continue using cookies

Notícias | Mundo do Poker

Entediado com o Poker? Tente joga-lo em uma mesa curta!

Compartilhe
Costumava jogar online todas as noites. Você nunca me veria longe do PokerStas, desgrudado do Ultimate Bet ou me libertando do Full Tilt.

Mas recentemente, a partir de março, àquelas noites destinadas ao poker viraram noites de cinema, de leitura ou até de ir para a cama cedo.


Sim, os gêmeos estavam me consumindo. Mas era mais do que isso.


O Poker estava chato.


Tão entediante...


Um sofrimento, terrivelmente chato.


Existiam muitas explicações para isso, e a maioria não era culpa do jogo em si. Mas vamos começar de quando eu culpava o jogo.


Eu jogo cash games (jogos a dinheiro). A partir do momento em que saquei boa parte do meu bankroll on line e partindo do pressuposto que sou um jogador sólido, previsível ou até mesmo decente, poderia apenas jogar NL Hold'em 0.25/0.50 ou Omaha Hi 0.10/0.25.


Não sei o que você está pensando, mas meu jogo era desistir, desistir, desistir, subir preflop, desistir, desistir, um call preflop, uma aposta no flop e desistir.


Não havia muita ação nessas mesas. Na verdade, quase nenhuma.


Até que, finalmente, migrei para os jogos de mesa curta, de apenas seis jogadores.


Porém, odeio aqueles jogadores que em bad runs (longa sessão de fracassos) encontram em um outro jogo a salvação para todos os seus problemas. Não foi isso que o jogo six-handed (mesa apenas com seis jogadores) me trouxe. Ele me fez ser vencedor novamente.


Parece tão estranho dizer isso. Eu continuo sendo um jogador conservador. Estava, honestamente, como medo do longo prazo no six-handed, pois lá existem muitos jogadores agressivos, que apostam muito forte no flop e estão dispostos a apostar todas as suas fichas a qualquer hora.


Mas, no desespero de encontrar algo que funcionasse no poker para mim eu havia desistido do jogo, encontrei o six-handed a poucos meses atrás.


Visivelmente, a maioria dos jogadores sabe jogar conservadoramente. Nesse ponto, o jogo mudou. Não vejo mais aquele bando de jogadores estúpidos dispostos a me encher de dinheiro.


O que se vê, principalmente nos jogos six-handed, são jogadores muito agressivos, e isso trabalhou muito bem a meu favor.


Não é apenas OK jogar de forma segura, mas é o correto, por agora nesses jogos short-handed. Existem tantos jogadores agressivos que se deve apenas esperar uma boa mão e fazê-los acreditar ou que você está blefando ou que está com medo de entregar suas fichas, quando na verdade você possui uma mão monstra.


Existe um ditado que diz que você tem de jogar o oposto da mesa, e aqui esse ditado se aplica muito bem.


Não é tão simples o quanto parece. Jogadores agressivos são perigosos e tentarão complicar a mão para você. Eles também são inteligentes. Eu sou um jogador seguro, mas tive que mudar meu jogo até me tornar imprevisível. Hoje sou um jogador mais solto e agressivo. Mas não sou tão agressivo quanto meus adversários.


Não estou dizendo que você irá ganhar fortunas em jogos six-handed, mas se você estiver entediado com o poker, recomendo que você o experimente. É um jogo, no mínimo, de ação e jogos de ação são muito mais interessantes de jogar.


Não sei quanto tempo essa euforia vai durar, apenas sei que me diverto jogando poker novamente nas mesas short-handed.