Cookies on the PokerWorks Website

We use cookies to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue without changing your settings, we'll assume that you are happy to receive all cookies on the PokerWorks website. However, if you would like to, you can change your cookie settings at any time.

Continue using cookies

Notícias | WSOP

Evento 26, 1.5K LHE: Alenius Leva O Título Para A Suíça

Compartilhe
O torneio de $1.5K Limit Hold’em, atraiu 643 jogadores esperançosos em conquistar um bracelete da WSOP. Jogadores como Justin Bonomo e Bill Chen estavam entre os líderes no final do Dia 1, mas quando o Dia 2 chegou ao fim, nenhum deles continuava na disputa. Entre os 15 jogadores que passaram para o Dia 3 estava, Rep Porter, dono de um bracelete da WSOP e o veterano Al Barbieri, líder em fichas. Eles jogariam até a mesa final, que começou de forma não oficial com 10 jogadores. As contagens de fichas eram essas:


Seat 1 – Glenn Englebert 410,000
Seat 2 – Richard Brodie 195,000
Seat 3 – Demetrios Arvanetes 370,000
Seat 4 – Kim-Phong Duong 175,000
Seat 5 – Rep Porter 370,000
Seat 6 – Dominik Kulicki 95,000
Seat 7 – Cole Miller 180,000
Seat 8 – Al Barbieri 495,000
Seat 9 – Jason Tam 255,000
Seat 10 – Tomas Alenius 370,000

Richard Brodie teve um início terrível na mesa final e foi rapidamente eliminado ao colocar suas últimas fichas em jogo com A-J em um bordo com Q-J-2-Q e duas cartas de espadas. Jason Tam tinha K-10 de espadas e acertou o seu flush no river, para eliminar Richard Brodie na décima colocação com $13,543.

Cole Miller seria o próximo eliminado quando decidiu colocar suas últimas fichas em jogo contra Al Barbieri, que pagou o raise do small blind de Miller do big blind com 8-5 off suit. Com o flop mostrando Q-5-3, Barbieri deu check/raise em Miller que comprometeu suas últimas fichas com A-9. O par de 5's foi suficiente para Barbieri que eliminou Cole Miller na nona colocação com $18,932.

Kim-Phong Duong se juntaria a Miller logo depois ao pagar o raise de Glenn Englebert com A-Q. Englebert tinha A-K e eliminou Kim-Phong Duong na oitava colocação com $21,416.

Os jogadores eram eliminados rapidamente, e o único dono de bracelete da mesa seria o próximo eliminado. Rep Porter aumentou do under the gun e foi pago por Arvanetes. O flop trouxe 7-5-2 com duas cartas de espadas e Arvanetes apostou, recebeu raise de Porter e pagou. O turn foi o 4 de espadas e Arvanetes deu check, Porter apostou e Arvanetes aumentou. Porter deu call e ficou com pouquíssimas fichas, que entraram em jogo no 7 do river. Arvanetes tinha J-10 de espadas para o flush e Porter não mostrou sua mão. Rep Porter terminou na sétima colocação com $25,313.

Dominik Kulicki chegou à mesa final como o short stack e já tinha superado quatro jogadores. Jason Tam aumentou em posição inicial e Kulicki então moveu all-in do big blind. Tam deu o call e as cartas foram apresentadas. K-Q para Kulicki e par de Ases para Tam. O par se manteve como a melhor mão e Dominik Kulicki ficou com a sexta colocação e $31,325.

Arvanetes seria fatiado por Barbieri quando seu A-4 perdeu em um bordo com A-Q-7-6-5, já que Barbieri tinha A-9. Depois desta mão, Arvanetes desafiaria Barbieri dizendo “nice slow roll”, já que Barbieri pensou bastante no river antes de dar o call. “Slow roll?” – questionou Barbieri, perturbado com tal acusação. Arvanetes tinha apenas 20K e apesar de ter dobrado uma vez, seria o próximo eliminado quando o seu A-7 perdeu para o par de 7's de Englebert em um bordo com J-7-3-2-J. Demetrios Arvanetes terminou na quinta colocação e recebeu $40,681.

Barbieri começou a perder terreno e viu suas 1.5 milhões de fichas se reduzir a 1 milhão em três potes consecutivos, incluindo um grande para Tam. Barbieri recuperaria uma parte delas ao pagar o raise de Englebert, que estava no small blind, do big blind com A-9. O flop com A-7-4 atraiu três apostas dos jogadores, e com o 9 do turn Barbieri apostou e recebeu call de Englebert. O river foi um a 6 e novamente Barbieri apostou e foi pago por Englebert. Barbieri mostrou os dois pares e Englebert descartou suas cartas com uma cara de descontentamento. Englebert ficou com poucas fichas e as colocou em jogo logo depois com Q-7 de espadas contra o par de Ases de Alenius. Os Ases seguraram e Glenn Englebert terminou o torneio na quarta colocação com um prêmio de $55,576.

Barbieri então perdeu um grande pote para Alenius e ficou com cerca de 300K em fichas. Mas Barbieri as colocaria em jogo no turn depois de apostar o máximo no flop com J-10 em um bordo com A-J-8-7 contra o A-K de Tam. Barbieri precisava de um Valete, um Dez ou um Nove para se manter vivo, e quando nenhuma destas cartas apareceu, Al Barbieri estava eliminado na terceira colocação com $80,072.

Tam entrou no Heads-Up com uma vantagem de 3:1 sobre Alenius, mas seria o jovem suíço quem dominaria o heads-up. O maior pote desta disputa aconteceu quando Tam aumentou do botão e recebeu call. O flop trouxe J-8-7 com duas cartas de espadas e Alenius aplicou o check/raise em Tam e foi pago. O turn trouxe o Ás de espadas e Alenius apostou, recebendo novo call de Tam. Com outro 8 no river, Alenius apostou e Tam hesitou antes de finalmente dar o call. Alenius tinha 8-7 e um full house, batendo o flush que Tam tinha com K-J de espadas. Tam logo colocaria suas últimas fichas em jogo com Q-5 contra o A-4 de Alenius. O bordo passou em branco e o A-high de Alenius foi a mão vencedora. Jason Tam recebeu $122,000 pela segunda colocação.

Tomas Alenius,
apesar de estar bem atrás no início do heads-up, se aproveitou da boa fase e conquistou o bracelete da WSOP. Tomas Alenius ficou com o primeiro lugar e recebeu $197,488. Parabéns Tomas!