Cookies on the PokerWorks Website

We use cookies to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue without changing your settings, we'll assume that you are happy to receive all cookies on the PokerWorks website. However, if you would like to, you can change your cookie settings at any time.

Continue using cookies

Notícias | WSOP

WSOP 2009 – Mão Do Dia Dois No Evento De 40K

Compartilhe
No início do segundo dia, um grande pote se desenvolveu entre Sorel Mizzi e Michael DeMichele. Mizzi aumentou do under the gun para 12.500. Em posição média, DeMichele fez tudo 29.000 e todos deram fold até Mizzi que deu apenas call. O flop foi 8-8-4 e Mizzi saiu apostando 40.000. DeMichele deu call e o turn foi outro 4. Mizzi liderou as ações novamente, desta vez por 90.500 e DeMichele novamente deu call. O river foi um terceiro 4, formando o bordo com 8-8-4-4-4 e Mizzi moveu all-in de 170.000. DeMichele pensou por vários minutos antes de dar call e jogar suas cartas no muck quando Sorel abriu um par de Ases.

Você pode se perguntar por que eu escolhi esta mão para discutir, desde que não sabemos o que DeMichele tinha, e a razão é para ilustrar porque dar apenas call pode trazer tantos problemas e os diferentes processos de pensamento que podem ser usados na mesma mão. Vamos avaliar a mão rodada por rodada e ver o que poderia ser feito, e se há algo que poderíamos fazer diferente se tivéssemos uma mão como K-K ou Q-Q.

Pré-flop Mizzi aumentou em posição inicial. Por ser Mizzi um jogador agressivo, o fato de ele aumentar do UTG deve ter significado para DeMichele que seu range de mãos pode ser comparado ao range de mãos que um jogador mais sólido aumentaria, digamos, em posição média. DeMichele deveria ter uma mão muito forte – Eu o coloquei no range de quatro possíveis mãos... Reis, Damas, Valetes ou Ás e Rei. Ele tem posição sobre Mizzi e quer ter certeza que jogará essa mão sozinho contra ele, por isso aumenta para 29.000. Esta é uma jogada perfeitamente aceitável, e de fato é a melhor jogada nesta situação.

Quando Mizzi dá apenas call no re-raise, isso deveria diminuir o range de mãos que ele deve ter. É improvável que ele estivesse pagando para jogar fora de posição com uma mão como suited connectors em um grande pote como esse, e ele provavelmente daria fold para um re-raise com uma mão como essa. O mesmo pode ser dito de um par pequeno como 7’s ou 9’s. Par de Dez ou de Valetes podem se encaixar no range de mãos com as quais ele jogaria. Eu acho que podemos eliminar par de Reis ou Damas, pois com estas mãos ele provavelmente aplicaria um novo raise para definir a força de DeMichele. Par de Ases é uma possibilidade, pois esta é uma boa situação para fazer slowplay com ele (jogando heads-up em um grande pote contra outro jogador agressivo).

Quando Mizzi lidera as ações em um flop com 8-8-4, isso deveria diminuir ainda mais o range de mãos de Mizzi. Ele tem par de Dez, de Valetes ou de Ases. Com qualquer uma destas três mãos, sair apostando aqui é uma jogada possível. DeMichele, em minha opinião, jogou mal o flop ao dar apenas call. Ele não tem idéia qual destas três mãos Mizzi tem. Ele pode pensar que Mizzi está tentando comprar o pote e quer ver o que ele fará no turn, mas se DeMichele tiver uma mão como par de Damas ou de Reis, ele precisa saber o que Sorel tem. Se ele aplicasse um re-raise aqui, digamos pra 100K, Mizzi provavelmente desistiria de uma mão como par de Dez ou Valetes e voltaria sua aposta com o par de Ases.

Quando o turn é outro 4 e Mizzi novamente assume a ação, DeMichele tem três jogadas para fazer e ele escolhe a pior, dar call. Com 170K para trás em um pote com mais de 300K se DeMichele der o call, só haverá uma jogada que Mizzi fará no river... o all-in. Ao dar apenas call aqui, DeMichele sabe que enfrentará uma grande aposta no river. Mover all-in é uma opção, já que você sabe que terá que pagar o all-in no river de qualquer maneira. É por isso que o call no flop é problemático. DeMichele não tem idéia de onde está na mão e agora tem que decidir se arrisca a maioria de suas fichas ou dá fold, e com uma mão como par de Damas ou Reis nesta situação, o fold é muito complicado. O fold é a terceira opção. Você consegue dar fold em uma mão como par de Damas ou Reis aqui? Sim, especialmente quando o jogador que você está enfrentando é um dos poucos que podem machucar o seu stack.

Quando Mizzi move all-in no river, eu acho que a decisão de DeMichele é fácil. É óbvio que Mizzi gosta de sua mão e acha que ela é a melhor. Ele não se mostrou relutante depois de sofrer um re-raise pré-flop, ao ser pago no flop e no turn. Enquanto é possível ver Sorel disparando três vezes em um pote sem uma mão decente, é pouco provável nesta situação. DeMichele dá um call chorando e perde muitas fichas, ficando aleijado no torneio.

Moral desta mão? Aumente para ganhar informação sobre a força da mão de seu oponente. Dar apenas call nas apostas é a receita pra um desastre, e esta mão é a prova disso.

*Confira aqui todos os detalhes da World Series of Poker*