Cookies on the PokerWorks Website

We use cookies to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue without changing your settings, we'll assume that you are happy to receive all cookies on the PokerWorks website. However, if you would like to, you can change your cookie settings at any time.

Continue using cookies

Notícias | BLOG

Peter ‘number1pen’ Neff – É Mais Fácil Vencer No Beer Pong Do Que No Poker

Compartilhe
Novamente foram quase 7 anos depois do meu último artigo, portanto tenho muito a falar. Vejamos, primeiro poker... Eu joguei o Bay 101 WPT San Jose, Califórnia, que eu joguei porque tinha alguns familiares em São Francisco que eu gostaria de visitar. Meus tios me deixaram ficar em sua casa, onde eles criam suas filhas gêmeas de 2 anos de idade, portanto eu não tive muito descanso, mas não tem nada melhor do que brincar com elas.

De qualquer forma, eu fui muito mal no torneio, perdendo algumas mãos para jogadores ruins, que eu não conseguia saber como eles ainda estavam na mão na hora do showdown. Teve um cara que deu call em um re-raise fora de posição com 5-2º e pagou uma aposta de continuação em um flop com 10-3-7, acertando um 5 no river quando eu dei check com o meu A-K. Depois perdi uma corrida com J-J x K-Q para ser eliminado no primeiro dia.

Depois do Bay 101 eu fui para o Bellagio para o WPT Championship. Mas antes de jogar poker, havia um torneio de Beer Pong com 32 jogadores  que eu tinha que jogar. O torneio aconteceu no Hogs & Heifers, um bar de motoqueiros em Las Vegas. Digamos que eu estava me sentindo deslocado por ter feito a barba e não ter nenhuma tatuagem/piercing. Independente disso, eu estava pronto para derrotar vários jogadores de poker que tinham apenas uma fração da minha experiência no Beer Pong. Meu companheiro era Dan Martin , e nós passamos pelo primeiro jogo facilmente, ganhando com 3 ou 4 copos de vantagem. Nosso segundo jogo foi contra um casal. A garota acertou vários copos, mas nós sempre estivemos à frente. Quando faltava só um copo, ela começou a nos distrair tirando suas roupas. Tenho que admitir que foi difícil de me concentrar. Mesmo assim consegui acertar o último copo e mover adiante.

Nosso terceiro confronto foi assustador no início. Estes dois caras estavam usando uniformes e era um time de Beer Pong viajado e experiente. Eu e Dan jogamos o nosso melhor e ganhamos em apenas algumas rodadas, acertando dois copos no final de uma só vez. Nas semifinais nós derrotamos Jeff Madsen e Brandon Cantu, e passamos para a final contra Todd Brunson e Bret “gank” Junkblut. Foi uma melhor de três e depois de uma vitória para cada lado, estávamos a apenas um copo da vitória no jogo final. Finalmente nós saímos vitoriosos. No geral, foi muito divertido, com várias pessoas legais, além de podermos zoar algumas pessoas que jogam poker conosco quase que diariamente.

Então eu fui pro Bellagio para dois eventos preliminares de $5K e para o Main Event de $25K, perdendo todos. O $25K tinha uma bela estrutura, começando com 100.000 fichas nos blinds 50/100. Eu cheguei a ter 140.000 fichas em um ponto, mas perdi alguns grandes potes e finalmente fui eliminado com Q-Q x A-K no final do dia 2. Foi um dos fields mais difíceis que já enfrentei e alguns bons jogadores chegaram à mesa final, alguns deles meus amigos como Shannon Shorr, Christian Harder e Yevgeny Timoshenko, que acabou ganhando mais de $2.1 milhões!

Enquanto estive lá o poker não foi de todo o mal. Eu ganhei o 100R de Domingo no PokerStars para um prêmio de $67K, ganhei uma vaga no Main Event da WSOP e ganhei outro torneio menor para um prêmio de uns 11 ou 12 K. Não posso reclamar. Para ser sincero, eu estava feliz por ter saído positivo desta viagem. Mas quando cheguei em casa eu descobri que não tinha jeito de trocar a vaga que ganhei para Monte Carlo, então tive que sair depois de alguns dias em casa. Assim aqui estou terminando o meu primeiro dia no EPT Monte Carlo com 32.600 fichas das 30.000 iniciais.

Meu Dia 1 foi estranho. É diferente jogar na Europa e nos Estados Unidos. Eu sinto que todos me conhecem nos Estados Unidos, mas quando estou jogando na Europa, provavelmente ninguém me conhece, nem meu estilo de jogo. É claro que eu acho isso melhor, pois eu posso apostar muito mais quando tenho “the nuts”, por exemplo, ou fazer jogadas ruins apenas para ter uma imagem loose, pois quando você joga por oito horas com as mesmas pessoas, a imagem é grande parte do jogo. Eu consegui ser pago até o final quando acertei um set e depois de novo quando tinha top 2 pair e fiz uma grande aposta no river. Eu cheguei a 50K em um ponto, mas aí fui movido para uma mesa muito melhor, mais jovem (sem ofender os jogadores mais velhos) e recebi um 4-bet quando dei um re-raise light com 5-5 e perdi um belo pote com A-10 em um bordo com A-K-4-3 quando meu oponente fez uma grande aposta no turn e eu decidi dar fold. Assim, eu jogarei o dia 2, depois irei para casa e pretendo tirar uma folga do poker, se bem que o FTOPS 187 vem por aí, e acho que vou jogar alguns eventos antes do início da WSOP.

Obrigado por ler e boa sorte nas mesas!