Cookies on the PokerWorks Website

We use cookies to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue without changing your settings, we'll assume that you are happy to receive all cookies on the PokerWorks website. However, if you would like to, you can change your cookie settings at any time.

Continue using cookies

Notícias | Pessoas no Poker

Mesa Redonda – Conheça Amit ‘amak316’ Makhija

Compartilhe
Amit Makhija, conhecido no poker online como amak316, tem uma mesa final no WPT, uma mesa final na WSOP e uma vitória no FTOPS  para um prêmio de mais de $500.000. Seus prêmios em torneios superam os quatro milhões de dólares e ele atingiu tal feito em apenas alguns poucos anos.

KL: O quanto você acha importante o respeito no poker?

Amit:
Eu não acho que o respeito seja tão importante, desde que você tenha uma boa idéia de quais jogadores o respeitam e quais jogadores sempre acharão que você nunca tem nada. É importante entender como os outros te vêem na mesa de poker e também é importante saber o que eles pensam que você é capaz de fazer, assim podemos usar essa informação para decidir quando apostar por valor, blefar, etc.

KL: O que faz você respeitar outro jogador?

Amit:
Eu dou muito crédito a outros jogadores quando os vejo fazendo jogadas espetaculares de tempo em tempo, ao lerem muito bem as mãos e quando eles usam sua imagem para explorar certos jogadores. Eu também respeito as pessoas que têm a habilidade de jogar como loucos, mas que sabem quando mudar de marcha e jogar pacientemente por horas.

KL: O que você considera ser sua maior força no jogo e isso é uma habilidade natural ou algo que você aprendeu?

Amit:
Eu acho que minha maior força é tentar ser muito honesto comigo e tento não deixar meu ego interferir em minhas decisões. Antes de me sentar em qualquer jogo eu me pergunto “qual é a minha vantagem?” e se não tiver resposta para esta pergunta eu simplesmente não entro no jogo. Eu também sou muito bom em controlar o meu temperamento e não deixar as emoções afetarem meu jogo, jogando o meu melhor na maior parte do tempo!

KL: Você acha que o poker é um jogo que qualquer um pode aprender e jogar bem ou você pensa que precisa de um talento natural para o jogo?

Amit:
Eu acho que existem alguns instintos naturais que podem separar um grande jogador de um jogador excelente. Dito isso, acho que qualquer pessoa inteligente pode se tornar um jogador de poker muito, mas muito bom se tiverem a mente aberta e o desejo de aprender. É muito trabalho duro, e você precisa ser honesto consigo e aprender constantemente de pessoas mais bem-sucedidas.

KL: Como você diferencia o poker jogado como hobby e o que é tratado como uma carreira? Quais são os passos a seguir para monitorar isso?

Amit:
Para mim um jogador profissional de poker é alguém que leva o poker muito a sério e toma todas as suas decisões baseados em um valor esperado. Um profissional está sempre tentando encontrar leaks, tomar as melhores decisões, jogar com o bankroll adequado e sentar nos jogos que são mais lucrativos para eles. Existem muitas, muitas, muitas pessoas que se consideram “profissionais” que falham em um ou todos estes itens, e se encontram quebrados na maior parte do tempo. Eu tento me lembrar de ser um profissional sempre que me sento para jogar.

KL: Quais são os objetivos traçados por você no poker?

Amit:
Eu não acredito muito em resultados relacionados a objetivo, no entanto ganhar um bracelete e um título do WPT significaria muito para mim. Meu objetivo primário no poker é nunca parar de melhorar, porque nesse jogo se você não melhora você fica para trás. O mundo do poker é uma linha muito tênue e eu gostaria de me manter a frente dos adversários enquanto estiver jogando profissionalmente.

KL: Qual é o maior erro que você vê sendo cometido nas mesas de poker?

Amit:
Um dos grandes erros cometidos pelos jogadores, principalmente no poker ao vivo, é a falta de paciência. As pessoas tentam jogar qualquer mão de qualquer posição, e jogam de maneira muito passiva. Muitos jogadores seriam bem melhores se segurassem um pouco mais o seu jogo antes do flop e jogasse uma porcentagem menor de mãos de maneira mais agressiva. Outro grande erro cometido é não pensar no tipo de mão que eles estão tentando representar quando estão blefando. Sempre que você decide blefar no No Limit Hold’em, você tem que representar uma mão. Quando estiver jogando contra um jogador muito bom, você precisa pensar cuidadosamente sobre o que fez em cada rodada e se sua linha está representando uma mão muito forte.

KL: O que você mais gosta, cash games ou torneios?

Amit:
Eu jogo bastante as duas modalidades e a questão é difícil demais para eu responder. Cash games são sensacionais, já que são uma forma de renda mais constante, requerem um nível de pensamento muito mais profundo e geralmente estimula o jogador intelectualmente. Nos cash games você pode criar dinâmicas de mesa interessantes que o permitem fazer desde apostas por valor razoavelmente pequenas até blefes gigantescos.

Torneios são como uma droga. Não há sensação melhor no poker do que ganhar um grande torneio. Mas a variância no mundo dos torneios é gigantesca e não há um limite para suas conquistas. Sempre que você ganhar um grande torneio, tudo o que você vai querer é ganhar um maior dali pra frente. Os pontos altos dos torneios são demais, e os pontos baixos são depressivos. Torneios podem te fazer sentir um gênio ou um fish, e não há nada entre estas duas opções.

Eu gosto muito das duas formas de poker, e felizmente podemos jogar as duas, sem precisar escolher uma =).

KL: No poker, onde você se vê daqui a 5 anos? 10 anos?

Amit:
Minha resposta para os dois é a mesma. Eu não me vejo sendo um profissional do poker por mais do que uns dois anos, mas nunca pararei de jogar por completo. Eu planejo começar um negócio daqui a algum tempo, e espero começar uma família. O mundo do poker é demais e eu não poderia gostar mais dele, mas viajando o circuito fica difícil de ter uma vida normal. Eu gostaria de ser como Dan Harington, um jogador muito respeitado em qualquer lugar que vá e um grande empresário fora das mesas.

KL: Você acha que o fato de ser um jovem do poker online é uma vantagem no poker ao vivo?

Amit:
Definitivamente. Sempre que você chega a uma mesa de poker e tem o estereótipo do jogador de poker online você está em vantagem porque você conhece a sua imagem. Eu sei que quando chego e uma mesa com pessoas que nunca jogaram contra mim, eles presumem que eu vou jogar igual a um maluco (todos eles acham que você quer ser como alguém como o durrrr, por exemplo). Isso ajuda, já que posso esperar ser pago quando eu tiver uma grande mão no início e abusar das apostas por valor, já que na maioria das vezes os jogadores acharão que eu estou blefando.

O mesmo vale para os jogadores mais velhos. Se você chegar numa mesa com jogadores mais experientes, você pode blefar todos eles nas primeiras duas horas e esperar ganhar muito dinheiro. Os estereótipos no poker são importantes e geralmente funcionam até que você dê razões para os oponentes pensarem o contrário, e é muito importante se aproveitar desta imagem.