Cookies on the PokerWorks Website

We use cookies to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue without changing your settings, we'll assume that you are happy to receive all cookies on the PokerWorks website. However, if you would like to, you can change your cookie settings at any time.

Continue using cookies

Notícias | Pessoas no Poker

Mesa Redonda – Conheça Aaron Been

Compartilhe
Ele joga online como AaronBeen e SpanishKey em alguns dos maiores torneios e cash games que os sites online têm a oferecer. Ele é bem conhecido e respeitado entre os jogadores e é um daqueles jogadores com personalidade forte.

KL: Há quanto tempo você joga poker?

Aaron:
Eu aprendi jogar poker quando estava no colégio (2003), mas não joguei com muita freqüência até me formar. Eu comecei a jogar online em 2005 após assistir a um amigo jogando.

KL: O que você geralmente joga?

Aaron:
Eu geralmente jogo cash games heads-up online. Eu jogo em muitos sites diferentes pra poder encontrar o melhor jogo. Eu moro em Vegas, portanto jogo a maioria dos torneios de $10K da cidade e já não viajo como costumava viajar. Eu jogo cash games ao vivo eventualmente, mas após jogar short-handed online eu fico entediado quando jogo em uma mesa cheia ao vivo.

KL: Por que você tem sucesso no jogo online?

Aaron:
Eu dedico muito do meu tempo para aprender sobre o jogo e sempre procuro maneiras de melhorar. Eu jogo algumas sessões com menos mesas para poder analisar as mãos ao invés de jogar em piloto automático. Eu também assisto muitos jogadores de high stakes para procurar saber o que eles estão fazendo de novo. Eu sempre tento entender a lógica por trás de uma jogada e nunca deixo o resultado de uma mão influenciar minha opinião.

KL: Você se encontra frequentemente com um grupo de jogadores. Você fala muito sobre poker com eles, e acha que isso pode melhorar o seu jogo?

Aaron:
Desde que me mudei para Las Vegas eu falo sobre poker todos os dias. Eu acho que isso melhorou o meu jogo no geral, mas nem sempre ajuda. Eu e meus amigos podemos sentar e conversar o dia inteiro e não sairmos com nada positivo. As discussões mais positivas foram aquelas que desafiam minhas suposições sobre o jogo.

KL: Você é conhecido por opinar claramente sobre outros jogadores de poker. Por que você é tão duro com a maioria dos jogadores?

Aaron:
Há uma tendência na mídia em glorificar os jogadores de torneios. Profissionais glamorosos batalhando nas mesas em um concurso de habilidades e bravura é a notícia excitante que atrai expectadores e lucro dos anunciantes. A realidade é que é preciso jogar centenas de milhares de mãos para eliminar o fator sorte no poker. A pessoa que ganha mais em um tiro curto (mesmo os eventos mais longos não passam de alguns milhares de mãos) não têm mais glamour do que uma pessoa que acertou na loteria. As entradas em torneios são tão grandes hoje em dia que mesmo alguns dos jogadores que ganham torneios repetidamente estão falidos ou com saldo negativo em torneios.

Eu sou duro com os jogadores porque sou assim, curto e grosso. Descrever um jogador de poker como um deus ou como um péssimo jogador é relativo e eu acho que a maioria desses caras são supervalorizados, embora a culpa não seja deles. Pelo fato de eu jogar tanto heads-up eu estou observando os leaks de meus oponentes constantemente (e se eu não puder achar nenhum eu vou procurar outra pessoa pra jogar), portanto sou muito crítico com erros. Quando estou conversando com meus amigos eu quero vê-los melhorarem e jogarem bem, e minha opinião honesta irá ajudá-los mais do que se eu tentar ser político.

KL: Quais jogadores você respeita e por quê?

Aaron:
Eu respeito qualquer jogador que é vencedor há muito tempo. Durante o curso de um milhão de mãos um jogador passará por momentos difíceis. É necessário mais habilidade para passar por uma fase ruim e perseverar para sair com um pequeno lucro do que ganhar uma bolada em um torneio ou outro ou numa sessão positiva em um cash game muito caro. Eu dou mais crédito aos jogadores online do que aos jogadores live, pois eles jogam muitas mãos. Eu admiro o jogo de alguns jogadores, como Scott Seiver, Isaac Haxton, Phil Galfond , Patrik Antonius, David Benefield, Cole South, Di e Hac Dang e Tom Dwan .

KL: Quais qualidades são necessárias para uma pessoa ser um jogador de sucesso?

Aaron:
Os jogadores de poker de mais sucesso são os que têm talento natural. Eles podem determinar como ler mãos e superam os oponentes em situações psicológicas. Existem muitos jogadores que se dão bem jogando e não têm este talento natural. Eu não vou desistir do poker porque não tenho o que precisa para ser um dos melhores. Eu acho que trabalho e estabilidade emocional são tão importantes quanto o talento. Ajuda também ter a mente aberta e facilidade para aprender. O mundo do poker no geral está se tornando melhor e para poder ser vencedor os jogadores precisam melhorar constantemente. Os jogos baratos hoje são tão difíceis quanto eram os jogos dez vezes mais caros três anos atrás.

É importante também evitar os “life-leaks”, como drogas ou apostas que não sejam no poker. Pelo fato de a variância ser tão grande no poker, é fácil perder o valor do dinheiro. Eu conheço alguns jogadores excelentes que se mudaram para Las Vegas e torraram grande parte de seus bankrolls na noite ou jogando outros jogos.

KL: Se você pudesse melhorar alguma coisa no seu próprio jogo, o que seria?

Aaron:
Existem várias coisas. Eu tenho um grande caminho antes de me tornar um bom jogador live. Eu aprendi muito por minha experiência e conversando com amigos (principalmente JC Alvarado) sobre ler pessoas, mas hoje em dia só consigo ler os piores jogadores. Eu gostaria de ter alguma indicação de força ou fraqueza confiável dos melhores jogadores de torneios, e não apenas dos amadores.

Eu também preciso trabalhar para explorar as pessoas que leio bem. Eu gostaria de melhorar ao ponto de poder pagar com uma gama de mãos bem maior antes do flop para ganhar o pote depois do flop. No momento eu não faço um trabalho bom o suficiente de evitar os grandes jogadores e procurar os ruins.

Minha maior fraqueza em heads-up no momento deve ser meu jogo deep. Eu sempre acho que me saio mal quando o jogo se torna muito agressivo. Eu gostaria de entender melhor as situações onde eu e meu oponente estamos constantemente 3-betting e 4-betting o tempo todo.

Além disso, eu gostaria de aprender como jogar outras formas de poker. Alguns dos melhores jogos ao vivo que acontecem atualmente são de HORSE ou outro jogo misto e eu não tenho conhecimento nem pra sentar a uma mesa. Muita ação no online vem do PLO e, embora eu ache que posso competir nos stakes menores, eu preciso melhorar muito ainda em PLO também.