Cookies on the PokerWorks Website

We use cookies to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue without changing your settings, we'll assume that you are happy to receive all cookies on the PokerWorks website. However, if you would like to, you can change your cookie settings at any time.

Continue using cookies

Notícias | Eventos de Poker

Complicações e Cancelamento do LAPT Nuevo Vallarta

Compartilhe
Começou com a melhor das intenções e todo o planejamento necessário para um torneio de poker. O PokerStars Latin American Poker Tour começou sua segunda temporada com uma parada em San Jose, Costa Rica, onde Ryan Fee levou o título e o prêmio de $ 285.773. Com isso, o LAPT partiu para um novo destino, o Marival Resorts e Suítes, em Nuevo Vallarta, México, mas ninguém poderia prever que terminaria com as incursões da polícia mexicana no salão do torneio e, em última instância, o cancelamento do evento.

Tudo começou em 5 de dezembro com 242 jogadores de todas as partes do mundo entrando no evento de três dias com buy-in de $ 2500 + $ 200. Jogadores profissionais como Greg Raymer, Victor Ramdin, Humberto e Alex Brenes, André Akkari  e Alexandre Gomes  vieram para o Resort no Domingo para se divertir e jogar poker. Eles estavam acompanhados de outros profissionais como David Plastik, Shirley Rosario, JC Alvarado, Max e Maria Stern, Josh Prager, Maria “Maridu” Mayrinck, Jon Van Fleet e o campeão na Costa Rica Ryan Fee.

Os 242 jogadores criaram uma premiação de US $ 586.850,00 e ficou determinado que os 27 jogadores melhores colocados receberiam uma parte dela, com o vencedor levando pra casa $ 158,450. Dez níveis estavam agendadas para o primeiro dia, e o jogo começou para o primeiro grande evento de poker na história do México.

Os dois brasileiros do Time PokerStars ficaram entre os primeiros eliminados no início do dia - Alexandre Gomes e André Akkari. Plastik Prager, Rosario, e Maria Stern também foram eliminados no início do dia. Mas, na outra extremidade, Alex Brenes se tornou um dos primeiros líderes, até que Ramdin o superasse.

Em seguida, as notícias pararam perto das 22:30, com exceção da notícia que os 89 jogadores restantes no torneio, junto com todos os meios de comunicação e equipe do torneio foram retirados do salão do torneio. As notícias eram raras depois disso, com todo o cuidado dos repórteres em não dizer demais, mas foi dito que os funcionários locais que supervisionavam o torneio tomaram uma decisão repentina de esvaziar as instalações e suspender o torneio. Havia rumores de que a polícia mexicana teria ajudado no processo. Temendo apreensões, os jogadores pegaram seus pertences e deixaram o salão imediatamente, e os meios de comunicação levaram seus laptops também.

O torneio estava suspenso, mas os organizadores tinham esperanças de que a situação estaria controlada até o meio-dia do dia 6 de dezembro. Assim que esse horário passou, o novo horário passou a ser 17:00 (hora local), e pouco depois das 17:00 o LAPT foi oficialmente cancelado.

O PokerStars e os organizadores do LAPT enfrentavam uma situação que incluía 89 jogadores ainda vivos no torneio, e a contagem de fichas não podia ser feita, de forma alguma, pois não havia acesso ao salão do torneio. Muitos jogadores mais teriam que ser eliminados antes de chegarem às premiações e tudo poderia ter acontecido durante o Dia 2. Eram necessárias decisões no que diz respeito aos prêmios; dar o buy-in de volta para cada jogador que se registrou no torneio ou recompensar aqueles que chegaram até os últimos 89? De qualquer maneira, alguns jogadores não sairiam felizes.

Finalmente, os organizadores chegaram a uma decisão. Foi anunciado que a premiação seria dividida entre os 89 finalistas, que incluía Raymer, Ramdin e Maridu, entre outros. Cada um deles iria receber US $ 5000, com os 141.850 dólares restantes distribuídos de acordo com os mais recentes chip counts disponíveis antes do ocorrido. Além disso, o PokerStars daria a cada um desses 89 jogadores $ 500 extra por seus problemas.

O LAPT emitiu uma declaração em seu site, que segue na íntegra:

O Latin American Poker Tour (LAPT) confirma que está cancelando o torneio de poker em Nuevo Vallarta, México, devido a uma suspensão indefinida de serviços sobre um de seus parceiros locais.

O LAPT afirma que tem colaborado plenamente e de boa-fé com as exigências formuladas pelo governo mexicano. O LAPT respeita fielmente os regulamentos locais em cada mercado.

Os parceiros do LAPT no México obtiveram uma decisão formal do Ministério do Interior Mexicano (SEGOB) permitindo a realização do evento. Como o LAPT cumpriu com todas as regras estipuladas pelo Código de Leis Federais Mexicano de Jogos, as razões da suspensão estão sendo revisados por advogados de todas as partes.

Notícias posteriores de repórteres no local indicaram que muitos jogadores que participaram no torneio, principalmente aqueles que não estavam incluídos nos 89 finalistas, estavam muito insatisfeitos com a decisão de não reembolsar todos os jogadores. Notícias mais detalhadas sobre o acontecido provavelmente serão escritas nos próximos dias, depois que todos tenham seguramente deixado o México.