Cookies on the PokerWorks Website

We use cookies to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue without changing your settings, we'll assume that you are happy to receive all cookies on the PokerWorks website. However, if you would like to, you can change your cookie settings at any time.

Continue using cookies

Notícias | Pessoas no Poker

Mesa Redonda - David Chino Rheem – Finalista WSOP

Compartilhe
Quando você chega à mesa final do Main Event da WSOP , é uma garantia de mudar sua vida, especialmente agora com a longa espera para a definição do campeão.

O jogador de Los Angeles David “Chino” Rheem é um deles. Ele aprendeu a jogar poker aos 18 anos de idade, e passou anos construindo seu jogo ao assistir outros jogadores, incluindo Michael Mizrachi.

Rheem fez outra mesa final nesta WSOP antes do Main Event, ficando na quinta colocação no Evento de Mixed Hold’em, recebendo $93.624. Ele já garantiu quase 10 vezes este valor com sua mesa final, fora a grande publicidade. Rheem já recebeu $900.670 quando deixou o Rio no dia 15 de Julho. Quando ele voltar, no dia 9 de Novembro ele terá a chance de ganhar milhões, com o prêmio para o primeiro colocado superando os $9 milhões.

Rheem admite que foi um caminho difícil para chegar à mesa final, e apenas o tempo dirá se ele pode se tornar o Campeão Mundial.

KL: O que você está fazendo agora?

Chino:
Estou jogando poker. Jogando os torneios que em minha opinião serão benéficos para mim se eu tiver bons resultados neles. Eu não jogarei o Bike (Legends of Poker), pois estarei fora do país jogando outro torneio.

KL: Quantas coisas irão mudar agora que você pode assistir toda a cobertura da WSOP antes de jogar sua mesa final?

Chino:
Eu definitivamente não acho que vá ser diferente, eu acho que pode me ajudar se eu vir como os outros jogadores jogam. Na maior parte do tempo eu joguei contra eles, exceto uns dois adversários. Tudo se resumirá às mãos de qualquer forma, quais mãos eu vou jogar, então não importa quanto você pesquisou ou estudou os adversários. Espero apenas tomar a melhor decisão nos momentos certos.

KL: Há quem diga que este atraso favorece mais aos amadores do que os profissionais. Você concorda com isso?

Chino:
Acho que as pessoas estão dizendo isso agora porque tecnicamente não há profissionais na mesa final. Se tivesse um profissional na mesa final eles diriam que favorece esse ou aquela, mas ninguém é profissional, então todos estão dizendo isso. Eu não posso saber quem será favorecido, pois essa é a primeira vez que isso acontece e ninguém saberá o que esperar até que a final aconteça. Eu acho que ninguém pode dizer se favorece ou não um jogador.

KL: Quem foi seu oponente mais difícil neste torneio?

Chino:
No geral eu acho que meu maior oponente sou eu. Eu sei do que sou capaz de fazer no sentido negativo. Eu sei que sou capaz de fazer blefes e às vezes faço quando não há necessidade. Essa é uma coisa que preciso controlar. Existem alguns jogadores nesta mesa final que eu não me importaria em ficar fora de suas miras até uma melhor hora. Eu não quero que eles se sintam bem com isso, mas há alguns jogadores nesta mesa final que eu prefiro não jogar contra até que seja a hora certa.

KL: Você se vê freqüentemente estragando algum torneio e tento que recuperar depois?

Chino:
Claro, como quando estávamos em duas mesas, eu em segundo ou terceiro em fichas com 17 jogadores e eu consegui ficar como o 17º em fichas. Isso não foi culpa de outro que não eu. Eu joguei duas mãos de maneira ridícula, tentando fazer moves quando não podia. Isso me aborreceu, mas foi estranho, depois disso eu não desisti e consegui voltar para primeiro ou segundo em fichas depois de ser o 17º. Eu joguei o maior pote do torneio com par de 10’s contra par de 9’s e perdi. Foi estranho, mas após perder aquele pote eu estava completamente tranqüilo. Normalmente quando perco um grande pote eu fico em tilt e se eu tivesse tiltado após essa mão eu não teria me recuperado. Estava me sentindo muito confiante e chegar à mesa final foi a recompensa.

KL: Você saiu para comemorar logo depois da mesa final?

Chino:
Sim, eu fui. Eu e todos meus amigos fomos ao Purê (no Caesars Palace) e fizemos uma pequena comemoração lá. Foi legal, muitos jogadores vieram. Obrigado a todos que vieram e me apoiaram.