Cookies on the PokerWorks Website

We use cookies to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue without changing your settings, we'll assume that you are happy to receive all cookies on the PokerWorks website. However, if you would like to, you can change your cookie settings at any time.

Continue using cookies

Notícias | Mundo do Poker

Entrevista – Paul Leggett da Tokwiro Enterprises, Parte 3

Compartilhe
Para concluir a entrevista, foi pedido ao Sr. Leggett para explicar as medidas correntes e futuras para melhorar a segurança tanto do Absolute Poker quanto do UltimateBet para seus clientes. Também foi cedido espaço para ele comentar sobre a segurança dos sites online, das regulamentações e do futuro das empresas.

Devido ao tamanho da entrevista e do desejo de colocar na íntegra as respostas do Sr. Leggett, esta é uma série de três artigos.

Eu gostaria de perguntar sobre a segurança no UB daqui pra frente. O que foi feito para fechar o buraco na segurança que permitiu que as trapaças acontecessem?

Especificamente sobre este incidente e como a trapaça ocorreu? A Tokwiro não tinha a menor idéia que este código existia, mas através de uma complicada investigação, eles eventualmente identificaram o código que permitia que os infratores vissem as cartas dos outros jogadores em tempo real. Existia uma conta que os infratores usavam para ver as cartas fechadas dos outros jogadores, e eles usavam outra conta para jogar e tirar vantagem disso.

Este código específico foi removido quando identificado, no início de Fevereiro. Ele foi removido imediatamente, mas nós tínhamos uma empresa terceirizada que cuidava do software, que fazia parte do contrato quando nós adquirimos as empresas, e nós imediatamente fechamos esse código e juntamente com a KGC e com a Gaming Associates, concordamos que o mais importante era verificar que o código estava fora de produção e recolher tanta informação quanto fosse possível sobre o código para ajudar com as investigações. A Gaming Associates verificou imediatamente que ele não estava mais em uso e removido do código fonte, enquanto nós recriávamos os acontecimentos através de testes no sistema. Este código agora não existe mais, e nunca deveria ter existido.

Adicionando, nós estamos fazendo muitas, muitas coisas para garantir que o site seja seguro, começando com a auditoria no Absolute Poker e indo até o UltimateBet. Nós criamos um novo departamento de segurança, somente para as salas de poker. Este grupo de pessoas se dedica somente em tentar detectar problemas como collusion, estatísticas anormais de ganhos, multi-contas, etc. Contratamos muitos especialistas para nos ajudar com isso.

No passado, nos concentramos exageradamente na segurança financeira e não o suficiente na segurança do jogo, portanto criamos aplicativos, um novo centro de segurança que consegue detectar estatísticas anormais de ganhos instantaneamente. Basicamente, com o envolvimento da comunidade do poker como Nat Arem, matemáticos do jogo e especialistas em segurança, e usamos conselheiros independentes para construir o software que detecta estes ganhos anormais. Assim, qualquer um no nosso site que ganhar muito, entrará em uma investigação de segurança, mesmo se ele apenas deu sorte e acertou uma trinca de quatros no flop, ele será investigado se ganhar muito dinheiro em uma só mão. Para finalizar, achamos que a segurança é a coisa mais importante, mas existem muitas outras coisas que nós fizemos.

Sinceramente, o que aconteceu foi que a empresa mudou completamente seu foco, e a segurança é o mais importante para nós. Por mais horrível que seja a situação, eu acredito realmente que a empresa sairá melhor disso tudo, assim como acho que será melhor para o poker online. Esta será uma lição de como regulamentar o poker, e a segurança dos jogadores daqui por diante.

Todos estes procedimentos implementados no UB também estão sendo implementados no Absolute Poker?

Sim, eles também estão sendo implementados no Absolute Poker.

Todas estas medidas de segurança serão incorporadas à rede CEREUS?

Absolutamente, eles já são parte disso. Existem mais características avançadas na CEREUS do que nós temos agora, portanto estamos nos movendo rapidamente para colocar isso em produção. Investimos muito em uma nova plataforma de poker por causa desta situação. Não é uma resposta ao escândalo, mas algo que nós discutíamos desde que compramos estas duas empresas. Mas nós aumentamos os investimentos para crescer nesta direção, pois queremos ter um sistema para regulamentação, um sistema para criar os sistemas de segurança, pois o custo de ter duas plataformas de software e dois departamentos de desenvolvimento e dois conjuntos de infra-estrutura para hospedar tudo isso era muito grande. Ao fazer essa redução de custos, nós podemos investir tudo isso na criação de sistemas adicionais de segurança e melhorar o serviço de atendimento ao cliente.

Você tem uma posição sobre a legalização e potencial regulamentação do poker online nos Estados Unidos, para evitar futuras situações como estas?

Eu não acho que a regulamentação nos Estados Unidos seja a resposta para prevenir isso. Eu vejo vantagens que ajudariam a prevenir coisas como estas, mas se você olhar para indústrias como os bancos de investimento e o recente escândalo de $4 bilhões, verá que esta é uma indústria muito antiga que é regulamentada há muito tempo e essas coisas aconteceram – pessoas tirando vantagens de seus acessos privilegiados aos pagamentos e balanços das empresas. Estas coisas acontecem, mas são lições de como melhorar e regulamentar.

Obviamente, qualquer um que estivesse envolvido com o que aconteceu no UB deveria ser levado à justiça, e na nossa atual situação, questões de jurisdição são um grande problema, mas estou confiante que nós conseguiremos pegá-los. A Regulamentação nos Estados Unidos iria ajudar a proteger os jogadores, mas a KGC é um grande órgão regulamentador. Nós estaremos sob investigações e auditorias pelos próximos anos, e corretamente, para ter certeza de que o negócio é seguro e que os jogadores estão seguros. Nós o acolhemos com os braços abertos e estamos comprometidos em 100% com isso.

Por último, tem alguma coisa que você gostaria de falar para o público que perdeu a confiança por causa destes dois escândalos consecutivos e pelo tempo que está demorando em resolver os problemas? Como os clientes podem confiar no UB e no AP novamente?

Há muitas coisas que eu gostaria de falar, mas tentarei ser breve. Eu entendo completamente a frustração do público, mas isto é muito complexo, e não simples como muitos podem pensar. Não há nada que eu queira mais do que satisfazer a comunidade do poker com uma investigação completa, reembolsos e ter certeza que há informações suficientes para o público sobre o que aconteceu exatamente, sobre quem fez e quando fez. Estamos comprometidos em fazer tudo o que for possível para fazer isso acontecer o mais rápido possível.

Uma das coisas que me faz sentir bem sobre tudo isso e sobre a confiança das pessoas no nosso negócio é que eu sou um livro aberto. Muitos dos envolvidos têm meu celular e podem me chamar a qualquer momento. Todos têm meu número de celular, assim como meu MSN e skype, e eles podem falar comigo sobre isso quando quiserem.

Eu também estou feliz pelo fato de que muitos jogadores afetados continuam jogando no UltimateBet, e para mim, essa é a maior prova de confiança na nossa empresa. Muitos deles sabem o que estamos fazendo no aspecto de segurança e o quanto estamos investindo nisso.

Annie Duke e Phil Hellmuth continuam representando nosso site, e tudo que eles vêm dizendo sobre o quanto estamos trabalhando tem definitivamente ajudando. Acho que os novos profissionais que nós contratamos ajudaram a agregar confiança. Estes são bons sinais sobre o tipo de empresa que somos. Mesmo sabendo que não pudemos liberar muitos detalhes como o público gostaria, as pessoas entendem que a Tokwiro nunca faria nada de errado e que estamos comprometidos em resolver toda esta situação.

Existem muitas razões para os jogadores virem jogar no UltimateBet, mas eu entendo porque certas pessoas nunca mais jogarão no nosso site novamente. Eles querem usar o poder de consumidor para nos fazer pagar pelo que aconteceu no nosso site, e eu entendo isso perfeitamente. Eu espero somente que ninguém acredite ou tente convencer as pessoas de que quem joga no UltimateBet está concordando com trapaças. Este não é o caso.

O nosso trabalho é fazer de tudo que podemos para provar para a comunidade do poker e para o mundo que nós estamos abertos, que somos transparentes, seguros e que as informações adicionais sobre as investigações serão liberadas assim que a investigação terminar.

Novamente, meus sinceros agradecimentos e cumprimentos ao Sr. Leggett por seu tempo e pela disposição em responder todas minhas perguntas.

Parte I

Parte II