Cookies on the PokerWorks Website

We use cookies to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue without changing your settings, we'll assume that you are happy to receive all cookies on the PokerWorks website. However, if you would like to, you can change your cookie settings at any time.

Continue using cookies

Notícias | Mundo do Poker

Uma Revisão de Every Hand Revealed de Gus Hansen

Compartilhe
Lembro-me como se fosse hoje da primeira vez que vi Gus Hansen jogar poker. Foi na mesa final do World Poker Tour, e fiquei admirando esse aparentemente maníaco, aumentando do under the gun com J-4 offsuit. O estilo de jogo de Hansen desafiou tudo que eu achava saber sobre No-Limit Hold’em, e, julgando por seu sucesso, confundiu muitos dos maiores jogadores do mundo também. Agora, Hansen anunciou o projeto de um livro único, como seu estilo de jogo. Every Hand Revealed analisa todas as mãos jogadas por Gus Hansen no torneio Aussie Millions do ano passado, torneio o qual ele ganhou.

Muitos que viram Gus Hansen jogar na televisão sabem que ele tem um gravador de voz em seu bolso. Após cada mão que ele se envolve, ele fala sobre a mão neste gravador, tomando anotações do jogador e analisando a mão por alguns minutos. São essas anotações e análises que formam a base do livro, onde Gus Hansen nos leva para dentro da ação, e nos encontramos “sentados” na mesma mesa com Phil Ivey, discutindo apostas, ou na mão final, quando o par de Ases de Hansen elimina Jimmy Fricke para ganhar o torneio. Nesse meio tempo, Hansen detalha como ele jogou em cada estágio do torneio, do Dia 1 até a mesa final, fornecendo comentários perspicazes e divertidos de cada uma das centenas de mãos em que ele se envolveu durante o torneio.

Podemos entrar na mente brilhante e matemática de Hansen, como ele analisa os pot odds, considera opções de variações nas situações difíceis e como ele ataca destemidamente seus oponentes durante o evento. Hansen é impressionantemente franco nas suas análises sobre suas jogadas e de seus oponentes, e ele não se incomoda em falar mal de si próprio durante estas análises, quando ele sente que jogou mal alguma mão, explicando exatamente quais foram e quantos foram os seus erros e como ele poderia ter jogado a mesma mão de maneira mais eficaz.

Eu tenho que dizer que espero um livro extraordinário. Hansen defende com fortes argumentos seu estilo de jogo, particularmente torneios, e as análises de mãos é tão boa quanto as encontradas nos grandes livros sobre poker de hoje em dia. Nós vemos a matemática por cima de todas suas decisões na mesa, e nós vemos isso por trás do aparente estilo maníaco dele, pois Gus é um jogador que raramente blefa (se não contarmos as mãos incomuns com que ele aumenta ou paga para ver o flop), e que tem consciência de todos os jogadores na mesa, o tamanho de seus stacks, a estrutura de blinds e antes, e de como jogar exatamente uma mão para produzir o efeito desejado. Um bônus adicionado é um capítulo no final do livro, onde ele apresenta a análise detalhada das estatísticas de seu jogo neste evento, mostrando o tipo de mãos que ele jogou, o tamanho das apostas, a continuação das apostas e seus confrontos “all-in”.

Nas considerações finais, Hansen se pergunta se o desejo de compartilhar seu estilo de jogo de maneira tão detalhada irá fazer dele um jogador menos eficaz. Ele determina que a marca registrada de todo jogador é sua habilidade de se adaptar a todas e quaisquer circunstâncias apresentadas na mesa de jogo. A quantidade de idéias, conhecimento e criatividade que Hansen demonstra em seu livro nos faz acreditar que ele nunca terá dificuldades em adaptar seu estilo para continuar sendo um dos jogadores de poker com mais sucesso no mundo todo.