Cookies on the PokerWorks Website

We use cookies to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue without changing your settings, we'll assume that you are happy to receive all cookies on the PokerWorks website. However, if you would like to, you can change your cookie settings at any time.

Continue using cookies

Notícias | Mundo do Poker

Estudos Mostram Que o Poker é Baseado Na Habilidade

Compartilhe
Recentemente, dois estudos foram conduzidos na Case Western Reserve University, em Cleveland que explorou o jogo de poker. Especificamente, a questão com maior foco incidiu sobre se o bom desempenho no poker é devido à habilidade ou sorte. O assunto foi motivo de discussão desde debates familiares até nas audiências públicas no Congresso. E os resultados dos estudos mostraram, mais uma vez, que o poker é um jogo de habilidade.

Michael DeDonno é um PhD candidato ao Departamento de Psicologia na Case Western, e Douglas Detterman é professor no Departamento de Psicologia na mesma escola. A dupla publicou as suas conclusões dos dois estudos, e, em seguida, a informação foi republicada pela revista Gaming Law Review. Science Daily também teve um interesse nos estudos e publicou os resultados.

DeDonno originalmente tentou explorar uma possível correlação entre a inteligência e a capacidade de jogar poker, mas seu foco logo mudou para o debate da sorte versus habilidade.

Estudo 1 foi conduzido por DeDonno e Detterman, que recorreram a 41 estudantes da universidade particular de Midwestern - 29 homens e 12 mulheres. Eles jogaram oito jogos, de 25 mãos cada usando Turbo Texas Hold'em para Windows, um sistema computadorizado de simulação de um jogo com 10 jogadores. O programa foi configurado para usar o mesmo conjunto de mãos selecionadas aleatoriamente para todos os alunos.

O primeiro grupo recebeu estratégia e informações do poker, incluindo um gráfico de estratégia para o ranking das mãos, a informação sobre a importância de prestar atenção as decisões de outros jogadores e o conceito de jogar tight. O outro grupo, por outro lado, só recebeu informações relativas à história do poker. Antes disso, todos os alunos preencheram um questionário para avaliar o caráter amador da sua experiência com o jogo.

Os dados foram recolhidos e analisados com base no montante total de dinheiro ganho ou perdido no final de cada jogo, proporcionando uma pontuação média antes e depois da informação que foi dado a cada grupo. O estudo relatou que, "A análise indicou que o efeito do tratamento entre os indivíduos foi significativo. Os alunos que receberam instrução poker superaram aqueles que só tinha recebido informações sobre a história do poker".

A finalidade deste estudo preliminar foi para ver o quão eficazes seriam as instruções. "Prova de melhora no desempenho quando administrado mínima instrução sugere que o poker é uma atividade baseada em habilidade."

O estudo 2 também foi conduzido por DeDonno e Detterman, desta vez com 46 estudantes recrutados de cursos de introdução à psicologia na mesma universidade utilizada no estudo 1. Três sessões de duas horas foram jogadas, cada uma contendo seis jogos de 40 Mãos, totalizando 720 mãos. A primeira sessão teve início depois que os estudantes estudaram as regras básicas do poker. Entre as sessões subseqüentes, o primeiro grupo recebeu documentos contendo estratégia, enquanto o grupo 2 (controle) continuou a receber documentos com a história do poker.

A fim de motivar os alunos para jogar seu melhor, um iPod Apple foi estabelecido como o prêmio num formato de sorteio, onde a maior pontuação no poker recebeu mais inscrições para o sorteio.

O objetivo do segundo estudo foi o de testar o valor de várias estratégias e proporcionar mais tempo para praticar estas estratégias. Os pesquisadores queriam saber se o grupo que recebeu documentos adicionais com estratégia mostraria estatisticamente significativa melhoria sobre o grupo controle, e, na verdade, isso é o que eles encontraram.

O documento com a estratégia inicial com o gráfico de estratégia para o ranking das mãos e a importância de jogar menos mãos causou o maior impacto. O grupo que recebeu esse documento jogou menos mãos do que o grupo controle, e, como resultado, o seu desempenho melhorou.

Os principais resultados do Estudo 2 foram três. Primeiro, o desempenho foi melhorado pela documentação de estratégia. Em segundo lugar, a melhoria ocorreu quase imediatamente após o recebimento destes documentos. Em terceiro lugar, jogando poucas mãos resultou em um melhor desempenho.

DeDonno e Detterman concluíram os seus resultados com os seguintes:

“A constatação inequívoca é que o poker é um jogo de habilidade. Em ambos os estudos, os participantes que foram instruídos superaram aqueles que não foram instruídos. Tendo em conta que o poker é um jogo complexo e de habilidade, é um pouco surpreendente que mesmo com instruções elementares e pouco tempo de práticas teve um efeito… Sorte (fatores aleatórios) esconde o fato de que o poker é um jogo de habilidade. No entanto, como esses estudos mostram, habilidade é o fator determinante no resultado de longo prazo”.