Cookies on the PokerWorks Website

We use cookies to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue without changing your settings, we'll assume that you are happy to receive all cookies on the PokerWorks website. However, if you would like to, you can change your cookie settings at any time.

Continue using cookies

Estratégia | Estratégia Omaha

Jogadas De Poker Com Pokerpeaker – Trace Um Plano E Se Mantenha Nele Ao Jogar Omaha

Imprimir
Compartilhe

Bem-vindos de volta. Voltei com a mão da semana, onde eu falo sobre meus pensamentos durante a mão e tento passar algumas lições ao longo do texto.

Como o assunto é poker, eu nunca direi que joguei a mão de maneira perfeita. De fato, eu tento apresentar mãos nas quais eu acredito ter cometido erros, para que possamos juntos aprender algo com isso. Claro, eu também falarei das mãos que ganhei, se não vocês acharão que eu sou um completo idiota.

Eu sou um jogador de limites baixos, e jogo No Limit ou Pot Limit, e meus três jogos favoritos são Hold’em (é claro), Omaha e Razz, portanto é isso que você verá por aqui. Eu não sou um jogador matemático, embora conheça as porcentagens básicas para calcular pot odds. Eu sou um jogador vencedor, isso porque eu só jogo potes pequenos a menos que minha mão garanta um grande pote. Eu presto atenção à posição e raramente eu entro em tilt (se é que já entrei em tilt alguma vez).

Ok, eu acho que a melhor maneira de recomeçar é com uma mão de Omaha, pois como o Hold’em é de longe o jogo mais popular, o Omaha é o que mais cresce.

Por quê? Bem, eu comecei a jogar muito mais Omaha recentemente porque já cansei do Hold’em. Estamos em 2009, e ainda há fishes nas mesas de Hold’em, mas em número muito menor.

Já no Omaha, poucos jogadores nos limites baixos sabem jogar bem (e, para ser sincero, eu sou um deles). Eles cometem os erros que os jogadores cometiam nos bons tempos do Hold’em. Eles acham que mãos que são praticamente invencíveis no Hold’em, como sets, são ouro no Omaha também. Como a minha mão mostra, eles não são.

Estou jogando no PokerStars em uma mesa six-handed $0,10/$0,25 e recebo {K-Clubs}-{K-Hearts}-{J-Clubs}-{A-Hearts}.

Esta é uma mão com a qual vale aumentar em Omaha, e é exatamente o que eu pretendo fazer. Eu estou no botão, portanto terei posição durante a mão. No Omaha, assim como no Hold’em, é muito mais difícil jogar fora de posição.

Mas alguém já havia aumentado o pote para $0,85 do UTG. Este é um jogo six-handed, portanto raises do UTG não significam sempre uma boa mão. Eu decido dar apenas call aqui.

Por que não o re-raise? Bem, o re-raise é valido aqui, definitivamente é. Mas você deve se lembrar que estou jogando Pot Limit, portanto o re-raise não afastaria nenhum dos jogadores. Neste limite, eu percebi que a maioria dos jogadores entrará no pote com qualquer coisa.

Além disso, um dos maiores erros cometidos por jogadores iniciantes de Omaha é supervalorizar os grandes pares. Sim, K-K é uma mão excepcional em Hold’em, mas em Omaha, se os seus Reis não melhorarem no flop, eles provavelmente estão perdendo, especialmente contra mais de um jogador.

Eu dei call depois do call de outro jogador, os blinds deram fold e o pote tinha $2,90. O flop foi {3-Spades}-{K-Spades}-{5-Hearts}.

Perfeito, não é?

Bem, mais ou menos.

Esta é uma situação clássica no Omaha. Você tem a melhor mão no flop, com certeza, mas você não tem redraws para flush ou straight, portanto a menos que o bordo traga um par, você poderá acabar perdendo.

E não só isso, mas, como sempre em Omaha, existem straight e flush draws óbvios em quase todo flop. Portanto, a menos que apareça um par no bordo, estaremos perdendo no turn.

Um jogador aposta o pote, $2,90. O outro jogador dá call, assim como eu.

O {6-Diamonds} aparece no turn. O primeiro jogador aposta novamente o pote, $8,70. O segundo jogador paga. Isso significa que eu já posso mover all-in se quiser, já que eu tinha praticamente o mesmo que quando entrei na mesa ($25) no início da mão.

Eu fui all-in. Eu realmente achei que estava ganhando aqui. Que burrice!

Os dois jogadores deram call em uma velocidade suficiente ara quebrar a barreira do som, e quando o bordo não trouxe um par no river, um dos jogadores mostrou 2-4 para o straight e o outro mostrou 4-7 para um straight maior.

Foi a terceira vez neste dia que meu top set perdeu no Omaha.

Onde eu errei? No Omaha, você tem duas opções quando tem uma grande mão no flop – como os dois pares mais altos, um set ou até um straight – mas enfrenta um grande draw (ou dois) que podem te derrotar.

Eu acho que as duas opções são corretas.

A primeira seria manter o pote pequeno. Isso significa pagar se alguém apostar ou apostar metade do pote se a ação chega em check até você. O check também não é uma jogada terrível aqui.

Pode parecer uma jogada ruim dar apenas call nesta situação no Omaha. Mas é também uma jogada inteligente, pois as mãos mudam sempre que outra carta aparece no bordo. Você pode ter quase certeza que alguém tem um straight, um flush ou um full-house quando o bordo apresenta esta opção. E quando isso acontece você deve desistir de seus dois pares, set menor ou até o maior.

Mas se você decide dar apenas call com as mãos que eu descrevi acima – em outras palavras, como o meu set de Reis – você tem que estar disposta a desistir da mão quando um aparente draw se completar no turn e algum jogador apostar. Aqui era óbvio o straight, e um jogador apostou o pote e recebeu call. Eu precisava ter desistido, e ao invés disso coloquei todas minhas fichas em jogo quando estava perdendo.

Há outra maneira de jogar, que é aumentar o quanto puder para tentar tirar os oponentes da mão.

Se eu quisesse ter jogado desta maneira, Eu deveria ter aplicado um raise do total do pote no flop para fazê-los pagar por seus draws. Aí eu poderia cruzar os dedos e esperar pelo melhor. O pot odds seria muito bom para que eles dessem o call, o que é o lado ruim de jogar desta maneira no Omaha.

Se você fizer isso, você deve esperar que eles não dêem call ou não acertem seu draw no turn. Mas ao menos você sabe que os está fazendo pagar por seus draws e que está sendo agressivo, o que nunca é ruim no poker.

Eu acho que a melhor jogada nesta situação é apenas pagar no flop ou apostar meio pote, e, se o turn não trouxer uma carta ameaçadora, apostar o máximo que for possível. Assim as chances dos jogadores desistirem de suas mãos são maiores, já que há apenas uma carta por vir, e você está ganhando de qualquer draw.

Mas eu fiz a pior jogada no Omaha. Eu dei call, e quando o bordo completou um draw óbvio, eu movi all-in. Como eu dei apenas call, eu deveria ter dado fold no turn. Se eu planejasse jogar agressivamente, eu deveria ter feito isso no flop. Nunca dê apenas call e depois mova all-in quando o draw é completado no bordo, pois você estará na maioria das vezes perdendo feio.

Omaha, de certa forma, é um jogo mais fácil para jogar. Se o draw é completado e um jogador aposta o pote, você pode dar fold porque o oponente provavelmente acertou sua pedida. No Hold’em você nunca tem certeza absoluta, mas no Omaha, você pode ter muito mais certeza.

Eu não segui o meu plano. Eu não dei fold, e paguei o preço por isso.

Felizmente para todos nós, há muitos outros jogadores nos limites baixos de Omaha jogando da mesma maneira agora.

Cabe a nós tirarmos vantagem disso antes que eles aprendam.