Cookies on the PokerWorks Website

We use cookies to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue without changing your settings, we'll assume that you are happy to receive all cookies on the PokerWorks website. However, if you would like to, you can change your cookie settings at any time.

Continue using cookies

Estratégia | Estratégia Torneios

Pré-Flop – Seleção de Mãos e Apostas, Parte Dois

Imprimir
Compartilhe
Não São Somente As Cartas 

Havia um propósito na tarefa anterior – e não era nada sobre apostas pós-flop – foi uma tarefa de jogo pré-flop endereçada a três coisas... 1) Ter um raise padrão quando for o primeiro a agir 2) Ter uma maneira padrão de lidar quando houver limps e raises e 3) usar posição para sua melhor vantagem.

Alguns podem estar esperando uma solução mágica – Eu não posso ajudar. Vocês precisam estudar as tarefas com a mente aberta e não apenas pensar “isto é chato” ou “isso não faz sentido” – o que faz sentido? Pergunte! Veja o que eu estou tentando passar. Por que você tem que dar re-raise de 2x a aposta total? Por que você paga um raise com 6-4 do botão? Por que você não deve jogar A-10 no BB quando há um raise? Por que você aumenta 1x o big blind a mais para cada limp? Por que você dá limp com pares pequenos nas posições iniciais? Por que você paga um raise com um par pequeno?

As respotsas para estas perguntas te ajudarão entender os conceitos do jogo pré-flop. Vamos responder a primeira pergunta rapidamente para te dar uma idéia do processo de pensamento que você deveria usar pré-flop.

Por que você tem que dar re-raise de 2x a aposta total?

Um erro que muitas pessoas cometem é não aumentar o suficiente OU aumentar demais. Não aumentar o suficiente atrai ação desnecessária. Aumentar demais torna o pote muito grande e tornará suas decisões pós-flop muito mais difíceis. Deixe-me explicar mostrando exemplos de cada situação.

Na mão número um você recebe um par de Reis. Os blinds estão em 100/200 e um jogador em posição média aumenta para 600. Você decide dar um re-raise para 1.200. A ação chega em fold até o jogador que aumentou, que tem uma mão marginal como A-10, mas são apenas 600 para ganhar 2.100, ou 3.5:1. Ele dá um call relativamente fácil e acerta um Ás no flop, ganhando o pote de você. Se você tivesse aumentado 2x a aposta inicial, fazendo tudo 1.800, ele teria que pagar mais 1.200 para ganhar 2.700, ou 2.25:1. Uma diferença significante e um call muito mais difícil (e ruim).

Felizmente, as pessoas darão este call freqüentemente. Mesmo eu falando sobre convidar a ação que você não quer, seu objetivo como jogador de poker é fazer seus oponentes cometam erros. Não é um erro para eles pagarem com A-10 fora de posição quando recebem chances de 3.5:1. É um erro pagar quando recebem chances de 2.25:1.

Na mão número dois você tem par de Damas e seu oponente abriu o pote com A-K, apostando 600 fichas com os blinds em 100-200. Você dá re-raise para 3.000, comprometendo 30% de suas fichas. Seu oponente dá o call e o pote tem agora 6.300 fichas. O flop traz um Rei e seu oponente dá check. Você faz uma aposta de continuação de ½ pote, ou 3.150, e seu oponente anuncia all-in. Você dá fold, perdendo mais da metade de seu stack no processo. Se você tivesse aumentado para 1.800 e uma aposta de continuação de ½ pote, você teria perdido 3.750 fichas, ao invés de 6.150. Grande diferença.

Esta tarefa não foi para te mostrar como ganhar um torneio de poker no PokerStars ou no Full Tilt Poker. Foi um exercício para aplicar um conceito. Estas tarefas foram criadas uma sobre a outra para que você entenda pequenos passos de cada vez ao invés de um grande passo de uma vez. Você deve encarar estas tarefas como se fosse lição de casa mesmo e não pense que isso irá te ajudar a ganhar um torneio do dia para a noite. Estude o que você está fazendo e porque você está fazendo e no longo prazo tudo os resultados aparecerão.