Cookies on the PokerWorks Website

We use cookies to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue without changing your settings, we'll assume that you are happy to receive all cookies on the PokerWorks website. However, if you would like to, you can change your cookie settings at any time.

Continue using cookies

Estratégia | Estratégia Omaha

Jogadas De Poker Com Pokerpeaker: Superestimando Redraws Fracos No Omaha

Imprimir
Compartilhe

Você sempre conseguirá encontrar os jogadores de Hold’em nas mesas de Omaha. Eles tendem a supervalorizar suas mãos.

Você também verá que jogadores avançados, mas ainda fracos em Omaha. Estes jogadores tendem a supervalorizar seus redraws.

Vejamos...

Estou jogando $0,10/$0,25 Pot Limit Omaha no PokerStars e recebo {J-Spades}-{J-Hearts}-{9-Diamonds}-{8-Spades} na posição cutoff. OK, esta não é uma mão ruim, longe disso, e eu poderia aumentar com ela, mas decidi entrar de limp. Eu não me importo em dar limp no Omaha, pois sempre que você aumenta você está construindo o pote para alguém levar se você não acertar a sua mão. Em outras palavras, é difícil afastar os jogadores de suas mãos com raises pré-flop. E o que vou ganhar se aumentar agora? Um dólar?

Ok, o flop vem com {J-Diamonds}-{Q-Spades}-{3-Spades}. Perfeito, certo?

Bem, sim. Mais ou menos. Eu tenho um set, e o mais importante, eu tenho vários redraws.

Redraws, para quem não sabe, são as cartas em sua mão que podem melhorar o seu jogo, e no Omaha, elas são essenciais para sobreviver após o river.

De fato, como eu já disse antes, é por isso que straights no flop não são nem de perto tão fortes quanto são no Hold’em. São muitas cartas para virar que podem arruiná-lo, especialmente cartas que completam flushes ou que formem um par no bordo, sem contar que você quase nunca tem redraws quando acerta um straight no flop. Eles são difíceis de melhorar.

Mas neste caso eu achei que estava bem. Isso porque, no final das contas, o próprio set é um redraw, já que você pode conseguir um full house quando o bordo formar um par. Mas eu também tenho um redraw para o flush. Um set com redraws é uma das mãos mais poderosas no Omaha.

O problema, no entanto, é que eu me esqueci que tanto minha mão quanto o meu redraw são fracos. Eles não são nuts, e qualquer mão que não seja nuts em Omaha é vulnerável.

Essa parece uma declaração óbvia. Qualquer mão que não seja a melhor é vulnerável em QUALQUER jogo. Sim, claro. Mas isso é especialmente verdade no Omaha.

Não é falta de sorte quando o seu flush perde para um flush maior, a não ser que seja um flush K-high. Se você estiver em um draw, você só deve continuar se estiver esperando o nuts.

E isso é muito difícil para jogadores de Hold’em entenderem, mas sets médios, mesmo um set de Valetes, pode não ser a melhor mão, mesmo que nenhum draw óbvio não se complete.

Mas eu estava tão apaixonado pela minha mão, já que tinha um set com redraws, que me esqueci de considerar que tanto o meu set quanto o meu redraw não eram mãos tão poderosas.

Eu apostei o pote e meu oponente deu o call.

Um {10-Clubs} aparece no turn. Quando o meu oponente aposta o pote, eu vou all-in. Quando a terceira espada aparece no river, eu comemoro até ver que meu oponente tem um flush K-high.

Ops!

Ele tinha {K-Spades}-{4-Spades}-{A-Hearts}-{3-Diamonds}. Ele já tinha o straight no turn e um redraw para o flush. Eu não gosto do call dele no flop, mas gosto da sua mão no turn e mais ainda do seu redraw.

Era um redraw que, ao contrário da minha mão, pode não te trazer problemas quando você o supervalorizar.