Cookies on the PokerWorks Website

We use cookies to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue without changing your settings, we'll assume that you are happy to receive all cookies on the PokerWorks website. However, if you would like to, you can change your cookie settings at any time.

Continue using cookies

Estratégia | Estratégia para iniciantes

Os Sete Pecados Capitais Do Poker

Imprimir
Compartilhe
Após voltar da World Series of Poker alguns anos atrás, eu perguntei ao meu novo amigo Eric Baldwin, conhecido como Basebaldy (Eric já tem diversos ITMs na WSOP, incluindo uma 10ª e uma 15ª colocações e é um profissional conhecido do mundo do poker), o que ele pensava ser o maior erro que um jogador de poker comete. Sua resposta me surpreendeu. “Eu diria que ter a mente fechada e não se esforçar para melhorar. Há tanta sorte envolvida no curto prazo que os jogadores preferem culpar a falta de sorte por suas perdas, quando na verdade seus jogos já não são mais lucrativos”.

Esta resposta não é a que eu esperava receber quando conversava com meus amigos. Mas é correta. Todos cometem erros no poker. É o que você faz com eles, como se ajusta, SE você se ajusta, que faz a diferença entre um jogador vencedor e um jogador perdedor. Este artigo irá falar sobre estes erros, que acontecem em torneios, Sit & Gos e cash games. Eu mostrarei quais são estes erros, como identificá-los e no final farei um breve resumo sobre como você pode descobrir os seus erros e corrigi-los. Espero que quando acabar de ler este artigo você possa evitar estas armadilhas na próxima vez que jogar poker.

Aumentando com mãos marginais em posições iniciais.

No geral, esse parece ser um erro de iniciante, mas vez após vez eu vejo jogadores experientes aumentando com mãos marginais nas posições iniciais. Quantas vezes você recebe uma mão como A-J ou K-Q suited no UTG e pensa “opa, a primeira mão decente que recebo em mais de uma hora, preciso jogar”, e abre o pote com um raise. Não minta. Você sabe que faz isso. Eu também faço de vez em quando. Então você deve estar se perguntando qual o problema em fazer isso.

Quando você abre o pote desta posição com uma mão ruim você enfrenta um dilema. Se você receber um re-raise, você estará essencialmente jogando fichas fora. Por quê? Porque seus oponentes sabem que você aumentou em posição inicial, portanto eles provavelmente estão te colocando em uma grande mão. Sabendo isso, eles aplicaram o re-raise. Isso significa que eles não estão com medo do que você irá fazer. Eles têm uma mão e irão jogá-la. Sua mão não é boa, e os três ou quatro big blinds que você colocou no pote foram para o seu adversário (outro grande erro é dar call neste re-raise, mas eu julgo que os jogadores no nível intermediário para avançado são capazes de desistir com uma mão marginal).

Dar informações sobre o seu jogo.

Eu sei que existem pessoas que dizem que devemos variar o tamanho de nossas apostas baseados em nossa posição, na força da mão e nas tendências dos oponentes. Faça aleatoriamente, é o que dizem, para não dar informação sobre a força da sua mão. O problema inerente com este método é que as pessoas acabam caindo em padrões. Claro que você pensará que está aumentando 4 vezes o big blind em 80% das mãos, mas na verdade estará fazendo isso em 95% das vezes.

Um erro típico que os jogadores cometem é apostar determinado valor baseado na força de suas mãos. Alguns jogadores apostarão alto com suas mãos fortes para reduzir o número de oponentes, outros apostarão menos para atrair os jogadores para tentar ganhar tanto quanto puder. Isso é bom se você for consistente. O problema é quando você começa a variar. Digamos que você seja o tipo de jogador que gosta de apostar menos com suas grandes mãos, mas quando você quer roubar os blinds você aumenta mais do que o normal. Um jogador observador irá perceber isso e fará duas coisas. Primeiro, ele irá dar re-raise quando você apostar alto muitas vezes, pois ele saberá que você não tem uma grande mão. Segundo, ele irá dar call nas suas apostas pequenas, pois ele sabe que o valor implícito é muito grande, já que você tem uma grande mão.

Não se ajustar ao jogo de seus oponentes.

Muitos jogadores, em todos os níveis de habilidade, caem na armadilha de jogar suas cartas, sem olhar para as situações lucrativas que aparecem para eles. Observar a analisar como os seus oponentes jogam pode tornar as cartas insignificantes. Considere o erro número 2 como exemplo. Se você estiver em uma mesa e vir alguém fazendo isso, você poderá tirar vantagem da situação.

Falhar em reconhecer a tendência de um jogador pode ser também devastador para o seu stack. Você pode perder fichas ao tentar blefar contra um calling station, roubar o big blind de um jogador loose ou apostar contra um jogador que adora perseguir flushs quando há esta possibilidade no bordo. Ao mesmo tempo, você pode perder fichas ao não ver as oportunidades geradas por causa da tendência dos seus oponentes. Por exemplo: Não aumentar no big blind de um jogador super tight, ou não apostar por valor contra um calling station com um top pair e um kicker ruim. É por isso que muitos profissionais tops do poker dizem que você precisa observar o que acontece, envolvido ou não na mão. O poker pode ser um jogo fácil para se fazer dinheiro quando você puder ganhar os potes sem nem olhar suas cartas.

Não apostar o montante correto.

Esta falha contém erros nas duas pontas. Os jogadores comumente apostam muito alto ou pouco demais. Há várias razões pelas quais os jogadores apostam. Isso inclui tentar fazer o oponente desistir, induzir o jogador a aumentar ou receber o call. Cada vez que apostamos, nós desejamos algo. A aposta correta depende se você está blefando ou apostando por valor. Quando estiver apostando o valor deverá ser o menor possível que fará seu oponente desistir. Quando for por valor, deverá ser o máximo que aquele oponente pagará nesta situação.

Determinar estes valores dependerá de diversos fatores. Quais são as tendências do seu oponente? Ele dá muitos folds quando alguém aposta? Então você pode apostar menos quando estiver blefando. Ele paga caro quando está com um draw? Então você deve apostar alto. Às vezes queremos apostar para dar a impressão que não temos nada. Isso novamente depende de seu oponente. Como eles reagiram a outras apostas – grandes e pequenas? Se ele acha que uma aposta alta é sinal de fraqueza, então você deve apostar bastante quando tiver uma mão muito forte, e vice e versa. Novamente, use a observação para descobrir os padrões de seus oponentes, pois é assim que você faz dinheiro quando tem uma grande mão e perde pouco quando não tem.

Usar jogadas “convencionais” em demasia.

Se você é um jogador do intermediário para o avançado, você já deve ter lido muitos livros e artigos sobre poker. Você já sabe o que é uma continuation bet. Você já conhece o squeeze. Você entende e utiliza a aposta para receber uma carta grátis. Não há nada errado com isso. Estas jogadas foram escritas e discutidas por serem jogadas corretas e fundamentais. No entanto, quando você começa usar demais estes conceitos, eles se tornam uma fraqueza ao invés de uma força.

Um dos maiores erros que vejo os jogadores cometerem é fazer uso demasiado das continuation bets. Aumentam antes do flop e já sabemos que eles apostaram determinado valor depois do flop, não importa qual seja. Todos sabem que os jogadores não acertam o flop 2/3 das vezes, portanto o flop provavelmente não ajudou. E aqueles jogadores que usam e abusam do squeeze? Você tem um grande par como Ases ou Reis e um jogador aumentou antes de você. Você tem um jogador a sua esquerda que ama aplicar o squeeze e você dá só call. Como previsto, ele aumenta e você ganha um grande pote, só porque ele tinha que fazer a jogada que aprendeu no novo livro de poker que comprou. Use os conceitos que aprender, mas tenha certeza de entendê-los antes para usá-los nas situações apropriadas. Eles não funcionam todas as vezes, portanto descubra quando funciona e quando não funciona e use de acordo.

Não se ajustar ao jogo short-handed.

Ao longo do curso de um jogo de poker, os jogadores deixarão a mesa (nos cash games) ou serão eliminados (torneios e Sit & Gos). Quando isso acontece, você se encontrara em6 ou 7 jogadores em uma mesa. Muitos jogadores falham em ajustar o seu jogo a isso. Eles continuam jogando como se ainda estivessem em 9 ou 10. Eles dão fold em mãos como A-J em posição inicial, A-10 no botão quando um jogador já abriu o pote, etc.

Enquanto essas não são jogadas incorretas em todas as ocasiões, o número de mãos com as quais você aumenta e aplica o re-raise em uma mesa com menos jogadores é muito maior. Pense nisso... Você colocará os big blinds quase que duas vezes mais do que normalmente faria. Desistir continuamente de suas mãos custará dinheiro. Portanto quais mãos você joga? Muito disso dependerá do tamanho do seu stack e do stack de seus oponentes, assim como as tendências deles. Se você joga 20% das mãos que recebe em uma mesa cheia, você deve jogar 20% das mãos que recebe em uma mesa com 6 jogadores. Isso significa expandir a seleção de mãos iniciais em quase o dobro.

Colocar a culpa em outra coisa.

Era sobre este erro que Eric falava. Você já leu sobre tudo no poker. Você SABE como jogar poker. Quando você perde é porque você deu azar e seu oponente deu sorte. É assim que os jogadores pensam. Eles começam a acreditar que são infalíveis e que a única coisa capaz de detê-los é a falta de sorte. Enquanto a sorte pode ter um papel pequeno nessas sequencias de derrotas, com mais freqüência do que imaginamos o problema é muito mais profundo.

O poker requer uma auto-análise constante. Se você perdeu um grande pote para aquele “fish”, pergunte-se se há algo que você poderia ter feito diferente. Você poderia ter apostado mais? Você poderia ter evitado que ele visse o flop? Procure pelas SUAS falhas ao invés de culpar o oponente. Se você conseguir fazer isso, você encontrará algumas falhas no seu jogo e conseguirá saber o que fazer para contra-atacar os seus oponentes. Com o tempo você verá que está reclamando menos sobre a sorte enquanto puxa os grandes potes.

Conclusão – Aprender com os seus erros.

Como você aprenderá com os seus erros? Uma das coisas que ensino os meus alunos, e que faço ao longo dos anos para mim mesmo, é manter um arquivo com os meus erros documentados. Eu não estou falando para guardar qualquer erro pequeno, pois nenhum jogador de poker tem tempo pra isso. Estou falando dos grandes erros, aqueles que machucam. É destes que você tem que retirar o seu aprendizado.

O que eu faço é pegar um papel e marcar as seguintes informações:

A ação da mão.
Minhas observações sobre o jogador envolvido na mão.
O que eu fiz certo.
O que eu fiz errado.
Como eu jogaria a mão se tivesse a oportunidade de jogá-la novamente.

Depois de anotar estas informações, eu as colocarei junto com meus outros “erros”. Uma vez por mês eu sento e leio minhas anotações. Eu procuro por erros repetidos e tento descobrir porque ainda cometo o mesmo erro. Quando você refresca sua memória constantemente, você estará muito mais preparado para lidar com situações similares sempre que elas aparecerem. Ao se forçar a lembrar destas mãos, você tomará decisões corretas mais vezes do que seus oponentes, e é assim que você se torna um jogador vencedor no poker.