Cookies on the PokerWorks Website

We use cookies to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue without changing your settings, we'll assume that you are happy to receive all cookies on the PokerWorks website. However, if you would like to, you can change your cookie settings at any time.

Continue using cookies

Estratégia | Estratégia Avançada

O Gap Concept

Imprimir
Compartilhe

Um conceito importante no poker, especialmente em torneios de poker onde a sobrevivência é primordial e os jogadores não podem simplesmente recorrer ao seu bolso e comprar mais fichas, é um conceito conhecido como "The Gap Concept". Este conceito é descrito por David Sklansky no seu excelente livro, Tournament Poker for Advanced Players. Sklansky define como sendo o GAP a "diferença entre a mão que você precisa para pagar um raise, e a mão com a qual você iria abrir as apostas". Ele ainda explica que "quão grande o Gap é, depende de quão tight seus adversários jogam. Se os seus opositores são muito soltos, pode não haver nenhum Gap".

Num torneio, esse Gap é frequentemente muito elevado. Em outras palavras, em um torneio é frequentemente certo abrir raise com mãos muito inferiores àquelas com as quais você precisaria para pagar um raise já feito. Ele explica que o princípio subjacente é o de que "você evita confronto com aqueles que já demonstraram força, e tira proveito de todos aqueles que estão tentando preservar as suas fichas". Sklansky observa ainda que existe uma importante exceção ao Gap Concept que é se os jogadores atrás de você tem uma grande ou pequena quantidade de fichas, abrir seu range normal de abertura podem ser imprudente.

Ao longo deste artigo, vou discutir os princípios que estão por trás do Gap Concept, a forma de aplicá-lo, bem como as vantagens, desvantagens e deficiências do conceito. Eu vou mostrar quando usá-lo e quando não, e talvez o mais importante, como tirar proveito das pessoas que super utilizam este conceito.

Então, o que Sklansky quer exatamente dizer quando ele explica o que é o Gap Concept? Vamos analisar a partir da perspectiva de um novato. Quando olhamos para as nossas cartas, as nossas ações são exclusivamente determinadas pela força da nossa mão. Não consideramos nossos adversários, as suas ações, ou as possíveis ações dos jogadores à nossa esquerda ainda para agir. Se temos um par de dez, esta é uma boa mão e nós vamos jogar. É tudo que sabemos fazer.

O Gap Concept é um melhoramento com base nesta estratégia fundamental, na medida em que leva em consideração dois diferentes cenários, ambos dependentes se você está nas primeiras posições ou não. Se você não estiver nas primeiras posições, o conceito solicita à pergunta... Houve um raise antes de você? Se houve, ela pede-lhe para classificar o "raiser" como o tipo de jogador que ele é. Eles são soltos, sólidos, ou em algum lugar entre estes? Se você é primeiro a agir, você só precisa olhar para o numero de fichas dos jogadores restantes para determinar se você pode aplicar o conceito.

Se já houve um raise antes de chegar a você, compreender as tendências de aumento do jogador, e de que posição está aumentando, é importante. Se ela é um jogador muito solto, agressivo, o Gap é pequeno ou inexistente, por assim dizer, das mãos você pode pagar ou re-aumentar com. A razão para isso é simples... Eles têm uma grande variedade de mãos com que irão aumentar. Por isso o número de mãos com que você pode contra-atacar também é grande. A mão como K-J pode ser jogável contra um jogador como este. É completamente diferente, no entanto, se um jogador tight (sólido) abriu o raise. Esse K-J, que era jogável contra o maniac já não é jogável... O Gap diminuiu e agora é muito pequeno. De fato, contra alguns jogadores que são muito sólidos e só abrem raise com mãos muito fortes como Ases, Reis e Damas das posições iniciais, você pode ir tão longe com o Gap e foldar quase todas as mãos, exceto aquelas mesmas mãos.

Quando a maioria das pessoas pensa no Gap Concept, eles não pensam em potes com raise e com que mãos eles podem pagar ou dar re-raise. Eles pensam em aumentar sendo o primeiro a agir com quaisquer duas cartas. Isto é o que é conhecido como gap raising e se aplicado corretamente pode ser uma arma muito eficaz na acumulação de fichas. Qual é a probabilidade dos jogadores atrás de você desistir - esta é a coisa mais importante para saber se aplica este conceito. Se as chances são de que eles não irão desistir, então o range de mãos que você pode abrir raise é pequeno... O Gap é estreito. Se há uma probabilidade elevada de que eles irão desistir, o leque de mãos é ampliado, e o Gap é grande. Neste exemplo, cartas não, e não devem interessar.

Vejamos alguns exemplos de onde o Gap Concept é aplicado para ver como funciona.

Exemplo # 1: Você tem AJ suited no botão. Um jogador extremamente tight que você viu aumentar apenas três vezes, e cada vez era um par alto ou um grande A, deu raise de 4x o big blind em uma posição inicial. Muitos jogadores pagariam aqui devido à sua vantagem na posição. Se você está aplicando o Gap Concept você deve largar por causa da provável força da mão do seu oponente. Não estou dizendo que você deve sempre foldar AJ suited nesta situação, mas é algo que você precisa considerar. O que você vai fazer se o flop vem com um J high? A high? Ao pagar com mãos problemáticas como esta, em situações em que o seu adversário provavelmente o tem dominado, você se encontrará enfrentando decisões muito difíceis pós-flop e pode acabar custando-lhe uma quantidade significativa de fichas. O Gap Concept está tentando ajudá-lo a evitar estes difíceis confrontos por dizer "desista aqui, por favor".

Exemplo # 2: Mesma mão e posição como no Exemplo # 1, só que desta vez o jogador que aumentou na posição inicial é um maniac que aumentou 8 das últimas 12. Agora, Gap é maior e a força de uma mão como AJ suited se eleva. Aplicando o Gap Concept aqui, não só poderia pagar... Mas você deve aumentar com certeza, porque a probabilidade de que a sua mão é a melhor mão aqui é muito grande.

Exemplo # 3: Você é o primeiro a agir no cutoff. Os três jogadores que vem depois de você têm stacks médios e parece que eles estão tentando sobreviver para chegar ITM (In The Money = na faixa de premiação). Você olha suas cartas e vê 7-3 off. Você pode aplicar o Gap aqui e aumentar, pois você sabe que você provavelmente vai ganhar a mão porque seus oponentes restantes vão foldar. O Gap aqui é grande devido à tendência dos seus adversários.

Exemplo # 4: Mesmo cenário como no Exemplo # 3, com exceção desta vez, que o big blind é um big stack que já mostrou uma tendência em pagar raises no seu big blind. Esta é uma das exceções que Sklansky falou. Aqui você teria necessidade de uma melhor mão para aumentar, portanto 7-3 off não é boa e deve ser deixada. Por causa de seu amigo loose, o big stack no big blind, seu Gap é muito pequeno.


Exemplo n º 5: Mesmo cenário como no Exemplo # 3, com exceção desta vez que o big blind só tem 2 big blinds após colocar o big blind. Esta é uma outra exceção explicada por Sklansky. Quando você tem um adversário que está tão short que a sua probabilidade de pagar um raise no desespero ou por puro pot odds é extremamente elevada e, consequentemente você precisa de uma melhor mão para abrir um raise. 7-3 off não é essa mão e deve ser descartada. O short stack no big blind faz O Gap diminuir.

A coisa mais importante para se lembrar quando se aplica o Gap Concept é que você deve conhecer as tendências de seu adversário, a fim de aplicá-lo corretamente. Se você cegamente apenas desiste de uma mão como AJ suited no botão porque um jogador subiu de uma posição inicial, você está cometendo um erro. Se você aumentar cada vez que for sua vez de agir, porque isso é o que você deve fazer de acordo com o Gap Concept, então você realmente não entendeu.

Não posso salientar suficientemente como é importante observar o seu adversário e descobrir se eles estão tight ou loose e quais as suas tendências quando recebem raises em seus blinds. Se fizer isso, você será capaz de aplicar corretamente o Gap Concept, conforme explicado anteriormente. A primeira coisa a se fazer quando sentar-se a mesa, é notar quantas vezes um jogador aumenta quando são primeiros a falar. Se eles fazem isso com muita freqüência, então o seu Gap é grande contra eles. Se eles não aumentam muitas vezes, então O seu Gap é pequeno. Também veja quantas vezes eles pagam seus blinds. Se um jogador paga raises frequentemente, seu Gap é menor contra ele e você só deve aumentar com as mãos mais fortes. No entanto, se ele freqüentemente larga para raises, seu Gap deve ser maior contra eles e você pode aumentar sempre os seus blinds.

Continuação Na Parte II